Biomassa

Biomassa e sua importância para a indústria 4.0

Muito tem se falado sobre o avanço da Indústria 4.0 e seus efeitos benéficos para a sociedade. As muitas tecnologias 4.0 garantem uma série de avanços, mas implica também em alguns desafios importantes, como a promoção do uso da biomassa na geração energética.

Na atualidade, substituir combustíveis fósseis por fontes energéticas renováveis, caso da biomassa, são essenciais. Ou seja, é cada vez mais necessário adotar o conceito da indústria 4.0 e ao mesmo tempo aplicar ações sustentáveis. Isso dá à biomassa um grande protagonismo.

No artigo de hoje convidamos você a conhecer os benefícios da biomassa e a relação dela com os conceitos de indústria 4.0, fazendo com que as indústrias ganhem produtividade e sejam mais sustentáveis.

 

Indústria 4.0: Uma verdadeira revolução dentro das indústrias

Indústria 4.0

Com a sua popularização, vários são os conceitos ligados à Indústria 4.0 que estão revolucionando o processo produtivo em praticamente toda indústria.

A indústria 4.0 é representada por termos como Inteligência artificial, robótica, computação na nuvem, internet das coisas, machine learning, etc. Estes são termos que, há alguns anos, não eram nada conhecidos, mas que hoje estão promovendo a revolução do setor.

Este é um fenômeno que está mudando a forma de fazer a indústria, principalmente com o avanço da automação e maior troca de dados, bem como as etapas de produção e os modelos de negócios, por meio do uso de máquinas e computadores. 

Assim, inovação, eficiência e customização são as palavras-chave para definir o conceito de Indústria 4.0. Mas há mais uma palavra-chave que também chama a atenção: Sustentabilidade!

Hoje em dia, a Indústria 4.0 e sustentabilidade combinam cada vez mais técnicas modernas de monitoramento e inteligência artificial, indicando uma grande preocupação com o meio ambiente.

 

Sustentabilidade é prioridade na Indústria 4.0

Sustentabilidade - três pessoas seguram mudas de plantas

Para que todos os benefícios trazidos com a Indústria 4.0 sejam aproveitados de maneira mais sustentável, o setor industrial precisa ter consciência das questões ambientais envolvidas em todo o sistema produtivo. 

Consequentemente, a economia e a sustentabilidade da geração energética representam duas questões de grande relevância a ponto de ser prioritária dentro da Indústria 4.0. Um levantamento da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), demonstra isso.

No levantamento, há uma estimativa anual de redução de custos industriais no Brasil, a partir da migração da indústria para o conceito 4.0, de, no mínimo, 73 bilhões de reais por ano.

Desse montante, 34 bilhões se referem à redução de custos de manutenção de equipamentos e outros 7 bilhões de reais serão conseguidos via economia de energia.

Assim, além das questões legais, uma política sustentável a ser adotada em qualquer indústria deve relacionar riscos a impactos ambientais, sociais e econômicos.

Dessa forma, no atual contexto é inviável falar de ambientes inteligentes e mais tecnológicos se não houver preocupação com os efeitos que a atividade industrial terá sobre o ecossistema como um todo, caso da geração de energia.

 

Biomassa e Indústria 4.0: Conceitos que se complementam

Desde o seu desenvolvimento, a Indústria 4.0 está ampliando o uso de uma série de conceitos e ferramentas, tais como:

  • Total integração de dados;
  • Comunicação em diferentes plataformas;
  • Monitoramento extensivo e de forma instantânea;
  • Análise de grandes volumes de dados, entre outros.

Com base nestas ferramentas e conceitos, a indústria 4.0 está gerando uma série de informações capazes de melhorar significativamente a eficiência de vários processos

Neste contexto, o uso da biomassa como fonte energética está caminhando lado a lado com a quarta revolução industrial.

Quando utilizada de forma eficiente e totalmente sustentável, o uso da biomassa traz uma série de benefícios ambientais, econômicos e sociais, principalmente quando comparados aos combustíveis fósseis.

Mas, quando a indústria opta pela biomassa e, ao mesmo tempo, implementar as ferramentas 4.0, ela terá a capacidade de analisar e utilizar muitas informações. Elas, quando bem analisadas, darão ao gestor a possibilidade de entender o real cenário da geração energética.

Isso proporcionará à indústria uma gestão mais efetiva de variáveis que, por exemplo, influenciam na combustão da biomassa em caldeiras, otimizando o processo.

Por consequência, tudo isso trará uma gestão do consumo de biomassa muito mais efetiva, trazendo ganhos para toda essa cadeia e fazendo com que as empresas se tornem mais competitivas e sustentáveis.

 

Estratégias para unir a indústria 4.0 e o uso de biomassa na geração energética

Biomassa e geração energética

Para que seja capaz de fazer uso da biomassa na geração energética e, ao mesmo tempo, consiga levar a sustentabilidade para as indústrias, a indústria pode adotar duas estratégias bastante relacionadas à indústria 4.0.

Uma dessas estratégias é adquirir máquinas e equipamentos de combustão (caldeiras) que são construídos para serem mais modernos e eficientes. Isso faz com que o consumo de energia seja relativamente menor, com uma eficiência energética relativamente maior.

Já a segunda estratégia, considerada muito mais viável, faz referência à adoção de tecnologias relacionadas à Indústria 4.0. 

Essas tecnologias são representadas pela internet das coisas (IoT) e pela maior integração entre as máquinas, principalmente com o uso de sensores acoplados às caldeiras que possibilitem monitoramento mais eficaz do consumo de combustíveis.

Quando essas tecnologias são adotadas, as caldeiras tornam-se mais inteligentes, principalmente pela maior capacidade de monitoramento e otimização energética. 

Um bom exemplo do uso da Indústria 4.0 aplicada na gestão energética de caldeiras é a adoção do sistema SMB-300, oferecido pela COONTROL. 

Esse sistema, quando aplicado em caldeiras industriais, permite uma gestão mais eficiente de todas as variáveis que influenciam a combustão da biomassa, aumentando a eficiência no uso deste combustível.

O SMB-300 é composto por sistemas on-line que dão à indústria a capacidade de medição de peso, medição do volume e medição de umidade. Com isso, é possível aferir a qualidade da biomassa, possibilitando assim um efetivo controle da eficiência energética da caldeira.

Dessa forma, quando a indústria adota esse sistema de medição de biomassa, ela terá a garantia de melhor gestão da sua caldeira. Com isso, há redução de custos, redução na produção de gases danosos ao meio ambiente e aumento da eficiência.

Ou seja, a adoção desse tipo de tecnologia coloca uma empresa definitivamente dentro da era 4.0, unindo a necessidade de uso da biomassa com as mais modernas e eficientes tecnologias de monitoramento.

Aproveite para conhecer todo o potencial da biomassa na geração de energia em processos industriais.

5/5 - (2 votes)

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.