aumento-da-produtividade-e-reducao-de-custos-na-geracao-de-energia-termica-e-vapor

Aumento da produtividade e redução de custos na geração de energia térmica e vapor

A busca pelo aumento da produtividade alinhada à redução de custos representam grandes virtudes da indústria 4.0. Para isso, investimentos em inovações tecnológicas, monitoramento e tecnologia da informação são adotados em diversas etapas produtivas, como os processos de manufatura ou a geração de energia.

Neste contexto, a geração de energia é um dos grandes pilares da indústria 4.0. Sua motivação vem de uma combinação de aspectos ambientais, pressões por redução de custos, regulações e a necessidade por um consumo energético mais eficiente.

Veja então como a indústria 4.0 contribui com a elevação da produtividade e com a redução de custos na geração de energia em processos industriais.

Objetivos da indústria 4.0: Produtividade, monitoramento e sustentabilidade

Por ser um processo ainda recente, a Indústria 4.0 costuma apresentar variados conceitos. Mas sua definição mais atual é:

A transformação intensiva da indústria de fabricação em um ambiente conectado de dados, pessoas, processos, serviços, sistemas e ativos de produção com a geração, alavancagem e utilização de informações acionáveis como forma e meio de realizar a fabricação inteligente e novos ecossistemas de fabricação”.

Baseado nesse conceito, a Indústria 4.0 apresenta alguns objetivos que incentivam sua adoção. Entre os objetivos mais recorrentes pode-se citar:

  1. Aumento da produtividade

Por meio da melhor gestão de processos a indústria 4.0 tem como um dos objetivos centrais o aumento da produtividade através da automação e da otimização que, por consequência, aumentam a eficiência operacional da planta industrial;

  1. Monitoramento e análise de grandes volumes de dados

Um dos maiores avanços da indústria 4.0 é a adoção da Internet das Coisas (IOT). Essa tecnologia possibilita monitoramento e análise em tempo real de um elevado número de dados, permitindo melhor gestão de todos os processos. Para conseguir captar esses dados, são adotados sensores e medidores especializados que estão dispostos em toda a planta de produção.

Esse tipo de monitoramento vem sendo aplicado com cada vez mais eficiência na geração de energia, onde os dados analisados podem dar origem, por exemplo, a:

  • Modelos de predição de consumo energético (ou até mesmo geração de energia) das operações, a partir de níveis planejados de produção e demais variáveis;
  • Monitoramento da queima do combustível para alcançar maior eficiência energética, caso dos  analisadores de gases desenvolvidos pela COONTROL;
  • Modelos para análise da eficiência energética industrial, a partir da captura de muitas variáveis.

Você busca eficiência energética em Caldeiras ?  Nós temos a resposta. Baixe nosso material e conheça todos os nossos produtos

  1. Sustentabilidade, competitividade e eficiência

Todo o investimento na indústria 4.0 tem como objetivo comum aumentar a eficiência e a competitividade operacional. A busca por tais objetivos estabelece um ciclo virtuoso de investimento, resultado e reinvestimento, onde o aumento da competitividade se reverte em melhores resultados, eficiência operacional e energética.

A consequência disso tudo são os menores níveis de emissões de gases de efeito estufa. O aumento da eficiência também contribui com a redução do impacto ambiental e aumenta toda a sustentabilidade da produção.

Indústria 4.0 e sua relação com a geração de energia

Em grande parte dos processos industriais, a geração de energia representa grande parte dos custos. Por isso, há uma busca incessante por ações para controlar, otimizar e reduzir o uso de energia.

Nos últimos anos, o conceito da Indústria 4.0 vem tendo grande participação nesse sentido, visto que soluções sustentáveis e de menor impacto ambiental são preocupações crescentes na 4ª revolução industrial.

Para a indústria 4.0, a qualidade da geração de energia ocupa um papel importante no que diz respeito, principalmente, ao setor industrial. Isso porque, qualquer ineficiência energética pode causar diversos prejuízos e problemas ao setor industrial, como a perda de negócios, produção, sistemas de informações, além de prejuízos econômicos.

A indústria 4.0 objetiva eliminar ineficiências no processo fabril e permite usar os recursos naturais de forma mais controlada. Para isso, o alto volume de dados, via medição em tempo real da geração de energia, permitirá aos responsáveis a identificação objetiva e mensurada dessa etapa.

Além disso, a integração de diferentes fontes de geração de energia em um mercado cada vez mais exigente e que visa o mínimo custo, necessariamente contará com tecnologias de gerenciamento capazes de reconhecer, predizer e atuar de forma a garantir qualidade, sustentação e eficiência.

Dessa forma, sistemas modernos que conseguem gerir a geração de energia são capazes de explorar um grande volume de dados coletados por diferentes tipos de medidores sobre muitas variáveis de interesse, possibilitando:

  • Monitoramento extensivo;
  • Análises de grandes volumes de dados;
  • Eficiência e sustentabilidade;
  • Melhora na eficiência dos processos.

Tecnologias de geração de energia em indústrias com a biomassa

Muitas são as tecnologias atualmente empregadas na indústria 4.0 que visam aumento da produtividade e redução de custos na geração de energia. Tais tecnologias vão desde a troca de equipamentos por outros mais eficazes, até a utilização de programas que monitoram o consumo de energia, permitindo rápidas correções.

Neste contexto, a inovação no uso da biomassa vem crescendo rapidamente. Essa fonte energética é um dos combustíveis mais atuais para geração de energia em processos industriais.

Tomando como base o uso da biomassa, novas ferramentas surgem para melhor gerenciamento energético. Estas são capazes de atuar de forma a garantir qualidade, sustentação e eficiência energética industrial.

Entre as tecnologias que contribuem com a eficiência no uso da biomassa na geração de energia, pode-se citar:

  • Adoção de equipamentos de monitoramento dos gases resultantes da queima da biomassa;
  • Uso de equipamentos para cogeração de energia;
  • Uso de máquinas e equipamentos para aumentar a eficiência das plantas geradoras de energia;

Assim, a gestão da biomassa vem se tornando essencial para tornar as empresas do setor mais competitivas (mais produtivas e com redução de custos) na tangente de geração de energia.

Quer saber mais sobre a relação da Indústria 4.0 e sua relação com a eficiência energética? Então confira esse conteúdo sobre o tema.

5/5 - (2 votes)

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.